<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Tudo o que precisa saber sobre a consolidação de créditos

O que é a consolidação de créditos e como funciona?

São muitos os portugueses que ainda não conhecem este produto financeiro que lhes permite baixar drasticamente o valor mensal das suas prestações.

Desta forma, vamos explicar-lhe o que é e como funciona, respondendo a algumas das perguntas mais frequentes sobre o crédito consolidado, para que possa tomar uma decisão consciente sobre este produto financeiro.

1 – O que é o crédito consolidado?

Pois bem, de forma simples a consolidação de créditos é um produto financeiro, destinado a pessoas que tenham diversos créditos em vigor (com pelo menos duas modalidades distintas), com montantes e prazos de pagamento distintos. O mesmo permite juntar todos os créditos numa única prestação com valores muito mais em conta.

Esta consolidação vai permitir-lhe renegociar todos os créditos que tem em vigor (com exceção dos que já foram renegociados previamente), permitindo-lhe baixar em até 60% as prestações que paga atualmente (em alguns casos as reduções podem chegar aos 1000€ por mês).

2 – Como funcionam os créditos consulidados

De forma simples, existem duas tipologias diferentes de créditos consolidados, sendo que independentemente do que escolher está sempre a poupar (comparativamente ao que se encontra a pagar atualmente).

2.1  - Crédito consolidado com hipoteca

Nesta tipologia é possível juntar todos os créditos que tem, incluindo o crédito habitação, assim como dar o imóvel como garantia ao pagamento da consolidação.

Desta forma, vai conseguir obter um prazo de pagamento mais alargado e uma prestação mais baixa (pois tratar-se de um crédito de baixo risco para o banco ou entidade financeira dada a garantia do imóvel) permitindo-lhe uma maior poupança mensal.

2.2 - Crédito consolidado sem hipoteca

Este tipo de crédito não inclui a garantia de um imóvel, mas junta todos os seus outros créditos num único.

A sua principal desvantagem passa pelo fato de os prazos de pagamento não serem tão extensos e as taxas de juro não serem tão baixas (pois representa para o banco um risco ponderado a aprovação do mesmo, dado que não existe nenhuma garantia palpável).

3 – Quem tem o nome no banco de Portugal pode usufruir da consolidação de créditos?

De forma o mais sincera possível os bancos ou entidades financeiras não concedem crédito consolidado a quem tenha o seu nome na CRC (Central de Responsabilidade de Crédito, mais vulgarmente conhecida por lista negra do Banco de Portugal).

Assim sendo, se já se encontra em fase de incumprimento, esta poderá não ser a melhor opção (até porque a probabilidade de aprovação é praticamente nula), mas no caso de estar a pagar atempadamente as suas dívidas, mesmo com dificuldades, esta será uma ótima solução, pois permite uma poupança significativa e a melhoria da sua estabilidade financeira.

4 – Como posso ver se tenho o nome no Banco de Portugal?

Existe uma maneira bastante simples de verificar se tem ou não o seu nome no Banco de Portugal. Basta aceder ao site do Banco de Portugal, fazer login com o seu NIF e password das finanças e aceder á CRC.

Depois apenas necessita fazer download da mesma, e verificar não só se se encontra em situação de incumprimento, mas também todos os créditos que tem em vigor e o valor/prazos de pagamento dos mesmos.

5 – Tenho de pagar alguma coisa para ter uma consolidação de créditos?

O valor de uma consolidação de créditos encontra-se automaticamente associado ao valor total que terá de pagar pelos seus créditos.

Desta forma, não tem de pagar nenhum valor para submeter o seu pedido e para que seja analisada toda a documentação necessária para dar seguimento ao processo.

6 – Que documentos são obrigatórios enviar?

Uma vez que este produto financeiro é bastante burocrático, é necessário enviar diversos documentos para que todo o processo seja analisado de forma conveniente. Desta forma, é necessário o envio da seguinte documentação:

·        Documentos de identificação (BI e NIF ou cartão de cidadão);

·        IRS e nota de liquidação do ano corrente;

·        Recibos de vencimento dos 3 últimos meses;

·        Extratos bancários dos últimos 3 meses;

·        Mapa de responsabilidades do Banco de Portugal (mais recente);

·        No caso de proprietários, sempre que possível enviar a caderneta predial do imóvel.

Posteriormente, poderá ser necessário enviar mais alguma documentação adicional.

7 - Principais vantagens e desvantagens da consolidação de crédito

Tal como acontece com tudo na vida, existem diversas vantagens e desvantagens associada à consolidação de créditos. Conheça as mesmas de seguida.

7.1 - Vantagens do crédito consolidado

·        Paga apenas uma mensalidade por todos os créditos que tem;

·        Pode poupar mensalmente até 60% do valor que paga atualmente;

·        Prazos de pagamento mais alargados;

·        Taxa de juro reduzido.

7.2 - Desvantagens do crédito consolidado

·        Aumento do montante dos juros (pois vai estar a pagar o crédito durante mais tempo);

·        Tentação de um novo endividamento (pois vai ter mais dinheiro disponível mensalmente).

8 – Quanto tempo demora a consolidar um crédito?

O tempo para a realização da consolidação de créditos depende de diversos fatores, nomeadamente da análise positiva da sua documentação, da realização da carta de motivação e da aprovação da entidade bancária.

Todo o processo poderá demorar entre 2 semanas a 1 mês (mais ou menos).

Agora que já sabe como é que funciona a consolidação de créditos, já poderá começar a ponderar esta alternativa de forma a aliviar a vida financeira e alcançar uma estabilidade muito maior.

Se tiver alguma dúvida ou questão sobre este tema, não hesite em contactar-nos, pois estamos à sua inteira disposição para qualquer esclarecimento adicional. 

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.