<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

Crédito Pessoal Formação: Para um financiamento de 8.000€, com a TAEG de 6,2% e TAN de 4,10% o prazo de reembolso é de 36 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 237,14€. MTIC: 8.748,24€ dos quais 8.000€ reembolsam o capital concedido e 748,24€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Crédito Consolidado: para um financiamento de 20.000€, com a TAEG de 13,1% e TAN de 11,10% o prazo de reembolso é de 84 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 348,20€. Montante total imputado ao consumidor: 29,776,80€ dos quais 20.000,00€ reembolsam o capital concedido e 9.776,80€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Será que sabe como funciona um crédito habitação

A maior parte das pessoas que estão em vias de adquirir casa própria, fazem-nos através de um pedido de crédito habitação. Assim, saiba desde já que este é o tipo de empréstimo mais solicitado pelos portugueses atualmente.

Com uma grande oferta de crédito habitação no mercado, é preciso pesquisar e negociar para conseguir fechar um bom negócio. Afinal, trata-se de uma obrigação que envolve uma grande quantia de dinheiro.

Mas, à parte das taxas e encargos inerentes ao contrato, será que sabe como funciona um crédito habitação? Quais são as etapas que terá que percorrer entre a solicitação e a aprovação do financiamento?

Pensando em esclarecer essas questões elaboramos o artigo a seguir com todas as informações que precisa saber. Acompanhe.

Crédito habitação: Quais são as etapas de contratação?

Para que compreenda o porquê da maior burocracia envolvida neste tipo de empréstimo, deve perceber como funciona todo o processo de análise e aprovação.

A seguir explicamos-lhe passo a passo como se dá cada etapa da contratação.

1 - Envio da documentação

Basicamente, todos os bancos solicitam a mesma lista de documentos para análise do pedido de crédito. Porém não é necessário que os entregue na sua totalidade no início do processo.

Durante a primeira etapa do processo, o qual consiste na análise e pré-aprovação, terá que enviar os seguintes documentos.

  • Documento de identificação legível e atualizado
  • Última declaração de IRS
  • Declaração de vínculo contratual (emitida pela entidade patronal)
  • Recibos verdes (últimos 6 meses)
  • Recibos de vencimento (últimos 3 meses)
  • Nota de liquidação de IRS do ano anterior
  • Extratos bancários (últimos 3 meses)
  • Declaração de início de atividade (se aplicável)
  • Mapa de Responsabilidades do Banco de Portugal

2 - Pré aprovação do crédito habitação

Com o envio dos documentos elencados acima, o banco avalia a viabilidade de se prosseguir ou não com o financiamento. 

Essa primeira etapa é muito importante, pois o banco irá analisar o seu perfil a fundo. Essa análise inclui avaliar a estabilidade financeira, situação profissional, taxa de esforço e inclusivamente o seu histórico bancário.

É preciso paciência, pois como se trata de uma análise minuciosa o banco pode demorar um pouco para lhe dar um posicionamento acerca da continuidade ou não do processo. 

O início de fato da contratação do crédito apenas terá início quando a instituição financeira constatar que o cliente reúne todos os requisitos e condições necessárias para avançar.  

3 - Avaliação do imóvel

A avaliação do imóvel encontra-se diretamente relacionada com as condições do empréstimo na medida em que determina qual é o valor máximo que o banco estará disposto a financiar.

Nessa etapa, o banco irá contratar uma empresa especializada e independente que procede à avaliação do imóvel e que emite um relatório em conformidade.

O avaliador é quem determina o valor da habitação, considerando diversos aspectos como a localização, o tamanho, serviços e infraestrutura locais de onde se encontra o imóvel.

É importante destacar que essa avaliação é paga pelo próprio cliente, através da chamada comissão de avaliação cobrada pelo banco. Esta comissão não lhe será devolvida no caso de não avançar com o processo.

4 - Escritura de compra e venda

Finalizada a avaliação do imóvel, terá início a última fase do contrato de crédito habitação.

É nessa fase que terá de pagar o chamado IMT (Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis) nas situações em que não existe isenção.

Realizado o seu pagamento, deverá apresentar o comprovativo para que possa fazer a escritura.

Segue-se a escritura da habitação, que é realizada com a presença de todos os intervenientes na Conservatória do Registo Predial (com recurso ao serviço Casa Pronta) ou no Cartório Notarial.

Aqui o comprador passa a ser o proprietário legal da habitação, sendo necessários os documentos que seguem:

  • Documentação fiscal e civil de ambas as partes
  • Comprovativo de pagamento do IMT
  • Identificação do registo e matricial do imóvel
  • Licença de utilização
  • Certificado energético

Podemos dividir essa etapa em dois momentos: o primeiro consiste na assinatura da escritura de compra e venda do imóvel, e em seguida se dá a celebração do contrato de mútuo com hipoteca, relacionados ao crédito habitação.

5 - Pagamento do crédito

Por fim, o montante é liberado ao cliente por meio da carta de aprovação, na qual se confirmam todas as condições do contrato de crédito habitação.

De fato, trata-se de um processo um tanto ao quanto demorado e burocrático. Mas por envolver uma grande quantia de dinheiro é preciso que todas as formalidades sejam cumpridas para assegurar tanto ao banco quanto o cliente.

Agora que já sabe como funciona um contrato de crédito habitação, vale a pena fazer as suas pesquisas e simulações para encontrar a melhor proposta.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.