<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

Crédito Pessoal Formação: Para um financiamento de 8.000€, com a TAEG de 6,2% e TAN de 4,10% o prazo de reembolso é de 36 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 237,14€. MTIC: 8.748,24€ dos quais 8.000€ reembolsam o capital concedido e 748,24€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Crédito Consolidado: para um financiamento de 20.000€, com a TAEG de 13,1% e TAN de 11,10% o prazo de reembolso é de 84 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 348,20€. Montante total imputado ao consumidor: 29,776,80€ dos quais 20.000,00€ reembolsam o capital concedido e 9.776,80€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Saiba tudo sobre crédito na hora online

Conseguir um crédito na hora online é um processo relativamente rápido que, na maioria dos casos, demora apenas alguns dias.

No entanto, há momentos em que precisamos de dinheiro com mais urgência. Para responder a estas situações, surgiu uma série de créditos na hora online aos quais podemos ter acesso quase instantaneamente. Neste artigo vamos sanar algumas das dúvidas mais comuns sobre este tipo de produto financeiro.

Os créditos são solicitados instantaneamente pela Internet, tanto nos sites dos diferentes bancos como nas instituições de crédito especializadas nesta forma de financiamento.

Na internet, existem muitas ofertas e tipos de créditos, portanto, o primeiro passo para encontrar o crédito na hora online que melhor nos convém é comparar as condições, os requisitos e as comissões de cada um deles.

Crédito na hora online: Quanto dinheiro pode obter

Os montantes de dinheiro emprestados instantaneamente geralmente têm uma gama bastante ampla. Podemos encontrar desde mini-créditos na hora que oferecem valores entre 500 € a € 1000 € ou € 2000 € a créditos de valores superiores que podem exceder 5000 €, 10000 € ou 20000 €.

Além disso, o período de reembolso depende da entidade que oferece o crédito e a quantia do mesmo: os mini-créditos geralmente têm um período de reembolso máximo de 6 meses, enquanto no caso de créditos normais para valores que já são de milhares de euros, geralmente é possível fazer o reembolso em vários anos.

Por outro lado, e como em qualquer solicitação bancária, o limite do crédito na hora online será determinado, em boa medida, pela nossa situação económica.

Como esperado, quanto maior a quantidade de crédito, maiores serão os requisitos de acesso, embora as condições para este tipo de crédito sejam muito poucas.

Na verdade, a maioria dos créditos na hora online apenas nos pede para apresentarmos uma folha de vencimento, embora, no caso de mini-créditos, não seja solicitada uma folha de vencimento ou garantia.

Em relação aos dados que são necessários para aceder a um crédito na hora online estão os seguintes documentos:

  • NIF
  • Cartão de cidadão
  • Número de telemóvel
  • Número da conta bancária para a qual a transferência será feita
  • Recibo de vencimento

Preço e comissões do crédito na hora online

Os mini-créditos na hora online têm um interesse diário que, em geral, é superior ao dos créditos por um valor maior que requer mais requisitos ou garantias ao cliente.

Além disso, pode escolher o período para devolver o dinheiro, sempre dentro dos mínimos e máximos que normalmente não excedem os 10 anos.

Quanto aos créditos na hora online para valores mais altos, os juros variam muito de entidade para entidade. E, nesse caso, é aconselhável consultar diferentes ofertas antes de optar por uma.

Além disso, deve-se ter em mente que nestes créditos na hora online para grandes quantias, também existem comissões, entre as quais pode encontrar:

  • Comissão de abertura: é uma percentagem do valor total que solicitamos.
  • Comissão de cancelamento: em créditos para uma grande quantia, é incluída uma comissão para antecipar o pagamento do crédito.
  • Juros por atraso: no caso de não devolvermos o dinheiro no prazo estipulado, serão cobradas sobretaxas e juros por atraso

Quanto tempo demora até obter um crédito na hora online?

Normalmente, o crédito é concedido dentro de algumas horas após a solicitação, uma vez que dificilmente requer documentação e os seus requisitos de acesso são muito poucos.

De qualquer forma, e com a perspetiva de solicitar um destes produtos de financiamento imediato, é sempre uma boa ideia comparar ofertas diferentes e, acima de tudo, ter muita clareza sobre as condições de pagamento e o preço final do crédito.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.