<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

Crédito Pessoal Formação: Para um financiamento de 8.000€, com a TAEG de 6,2% e TAN de 4,10% o prazo de reembolso é de 36 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 237,14€. MTIC: 8.748,24€ dos quais 8.000€ reembolsam o capital concedido e 748,24€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Crédito Consolidado: para um financiamento de 20.000€, com a TAEG de 13,1% e TAN de 11,10% o prazo de reembolso é de 84 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 348,20€. Montante total imputado ao consumidor: 29,776,80€ dos quais 20.000,00€ reembolsam o capital concedido e 9.776,80€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Taxa Máxima Anual Aplicável 15,6%. Prazo mínimo de reembolso 12 meses e máximo de 84 meses.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Proteja-se no grande mundo das redes sociais

As redes sociais já fazem parte da vida de milhões de pessoas. Para muitos, inclusive, estas plataformas tornaram-se em ferramentas de trabalho.

Num mundo conectado, é importante fazer parte destes meios para se manter atualizado e a par das tecnologias. Mas, e a segurança?

Invés de pensar em não utilizar as redes, o melhor caminho é procurar maneiras de aproveitá-las e manter-se protegido. Para ajudar, reunimos dicas fundamentais de segurança!

Redes sociais: Conheça 7 dicas para se conectar com segurança

Tirar uma selfie, dar um like, comentar algo com uma hashtag. Este vocabulário já faz parte da nossa rotina, afinal, todos temos pelo menos um perfil ativo em alguma rede social.

Conhece alguém que não tenha Facebook, Twitter ou Instagram? As redes sociais são um marco da era moderna e quanto maior a popularidade destas plataformas, maior o perigo de cair em golpes online praticados por cibercriminosos.

Para se manter seguro nas mais diversas redes, listamos 7 dicas de proteção essenciais.

1 – Cuidado com as senhas

As senhas são a primeira frente de segurança ao fazer o login numa plataforma. Muitos têm o hábito de utilizar a mesma senha para todos os registos, o que é um grande risco caso a password seja roubada.

Outro problema é utilizar senhas fracas, como datas de aniversário ou sequências numéricas simples, como 1234, por exemplo. Identificou-se com alguma destas situações? Então, a sua conta nas redes está mais vulnerável.

Mude as senhas e crie passwords fortes. Devem conter pelo menos oito caracteres com uma combinação de letras, maiúsculas e minúsculas, símbolos e números.

2 – Divulgação de dados pessoais

As redes foram criadas para partilhar momentos das nossas vidas com amigos e familiares. Isso não significa divulgar os seus dados pessoais, como endereço, número de telefone...

Se for preciso passar estes dados a alguém, utilize o modo de mensagem privada.

3 – Acessos em locais públicos

Ao utilizar um computador ou uma rede de conexão pública, nunca aceda às redes sociais.

Não há como garantir que as informações não estão a ser monitorizadas. Além de ficar mais vulnerável à possibilidade de ter senhas e acessos roubados.

4 – Configurações de segurança

Todas as redes possuem um sistema de configuração, que permite ao utilizador restringir a conta para ter mais segurança.

Verifique como as suas contas estão configuradas e selecione o máximo de opções de segurança possível para manter-se protegido.

5 – Regras de privacidade

Leia e informe-se sobre tudo o que puder acerca das regras de privacidade das redes em que possui conta. Desse modo, saberá exatamente o que fazer quando algo ameaça a sua segurança.

6 – Cuidado com o phishing

Evite aceder às contas nas redes sociais através de links, deve sempre digitar o endereço ao utilizar as aplicações.

Isso porque muitos hackers criam sites falsos idênticos aos verdadeiros para enganar os utilizadores e obter informações preciosas. Esta prática chama-se phishing. Outra dica é guardar o endereço nos favoritos.

7 – Cuidado com as suas publicações

Sabia que é possível saber tudo sobre si apenas a observar o que posta nas redes?

Se tem o hábito de fazer check-in nos locais que frequenta, como trabalho, universidade, endereço de amigos e até onde passou as férias é importante ter cuidado.

Essas informações podem ocasionar em roubos de identidade e os danos são irreparáveis.

Coloque estas 7 dicas em prática durante a sua navegação nas redes sociais e desfrute de uma conexão mais segura

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.