<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

Crédito Pessoal Formação: Para um financiamento de 8.000€, com a TAEG de 6,2% e TAN de 4,10% o prazo de reembolso é de 36 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 237,14€. MTIC: 8.748,24€ dos quais 8.000€ reembolsam o capital concedido e 748,24€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Crédito Consolidado: para um financiamento de 20.000€, com a TAEG de 13,1% e TAN de 11,10% o prazo de reembolso é de 84 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 348,20€. Montante total imputado ao consumidor: 29,776,80€ dos quais 20.000,00€ reembolsam o capital concedido e 9.776,80€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

O que é e como funciona uma linha de crédito pessoal

Os bancos comercializam os mais variados tipos de empréstimos para diversas finalidades, e talvez o mais versátil entre eles seja a linha de crédito pessoal.

Isso porque através deste tipo de financiamento é possível concretizar planos e projetos diversificados. Estes projetos podem ser uma viagem, a compra de itens e objetos para casa, e até mesmo investir no seu próprio negócio.

Apesar de estar entre as mais populares modalidades de empréstimo em Portugal, muitos ainda têm dúvidas acerca da linha de crédito pessoal. Por isso, elaboramos este guia com tudo o que precisa de saber sobre o assunto. Continue a leitura!

Linha de crédito pessoal: Guia completo

Conforme mencionamos acima, os créditos pessoais não possuem uma finalidade especifica, como o crédito habitação, por exemplo.

Dessa forma, é possível encontrar linhas de crédito pessoal com valores diversos. Existem os microcréditos que variam entre os 500 e 2.500 euros e são disponibilizados até 48 horas, até montantes mais elevados, com maior prazo de pagamento.

Sabendo disso, podemos dizer que um contrato de crédito pessoal tem como base três fatores essenciais:

Montante do empréstimo: não é preciso justificar uma finalidade para a concessão de uma linha de crédito pessoal e essa é uma das principais vantagens.

Prazo do contrato: o prazo consiste no tempo que iremos demorar a devolver o dinheiro ao banco. O prazo máximo dos contratos de crédito pessoal é de 84 meses, mas podem existir alterações.

Taxa de juro: num contrato de crédito pessoal será aplicada a taxa de juro nominal – TAN, mas também outros encargos e despesas que estão englobados no crédito, como a Taxa Anual de Encargos Global – TAEG. Essas taxas irão impactar diretamente no MTIC – Montante Total Imputado ao Consumidor.

  • TAN - A TAN é a Taxa Anual Nominal e representa o custo global associado aos juros do empréstimo. Uma vez que se trata de uma taxa anual, deverá dividir o valor por 12 para saber o valor mensal.
  • TAEG - A TAEG distingue-se da TAN, a taxa anual nominal, por contabilizar, além dos juros dos empréstimos (expressos pela TAN), todos os outros encargos que o cliente terá de pagar pelo crédito.
  • MTIC - O MTIC corresponde ao valor total que o cliente terá de pagar ao banco durante todo o período do empréstimo. Portanto inclui o valor total dos juros, comissões, impostos e outros encargos associados.

Quais são os fatores determinantes para ter uma linha de crédito pessoal aprovada?

Os bancos, antes de aprovar o pedido de empréstimo, fazem uma análise minuciosa do perfil e histórico financeiro do cliente. Fazem isto com o intuito de calcular os riscos de possível insolvência em caso de concessão do montante.

Existem alguns fatores que costumam ser determinantes na aprovação do crédito. Conheça-os agora.

1 - Taxa de esforço

As prestações dos empréstimos não devem ser superiores a 40% do rendimento familiar mensal. A taxa de esforço mostra qual é o peso (em percentagem) dos encargos com créditos contraídos no rendimento familiar mensal.

Isso demonstra a capacidade financeira do solicitante em acartar com as prestações, e deixa claro ao banco se a aprovação representa ou não um risco.

2 - Reputação financeira

É importante o banco verificar se o cliente costuma cumprir as obrigações financeiras. Para isto recorre, entre outros registos, à base de dados da Central de Responsabilidades de Crédito (CRC) do Banco de Portugal.

3 - Valor do património

Ter um bom valor em património pode aumentar as hipóteses de aprovação, uma vez que este serve como garantia em caso do não pagamento das prestações.

4 - Estabilidade profissional

Ter um emprego estável também é levado em consideração pelos bancos, como mais uma forma de verificar os riscos da concessão do empréstimo.

Se pretende solicitar uma linha de crédito pessoal, aconselhamos sempre a realização de simulações entre as ofertas dos diversos bancos que comercializam este produto.

Os simuladores são ferramentas de fácil acesso e proporcionam informações de alta relevância acerca das melhores propostas e o valor estimado das prestações. Com este tipo de informações disponíveis consegue avaliar o impacto do empréstimo no seu orçamento mensal.

Procure sempre pela TAEG mais baixa e evite contratos com prazos muitos alargados para pagar menos juros. Com estas informações em mente de certeza que vai obter a melhor linha de crédito pessoal.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.