<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Será que deve fazer um crédito online imediato?

O crédito online imediato é um tipo de empréstimo destinado a resolver alguma situação de emergência.

É uma solução com poucas burocracias, não exige a apresentação de muitos documentos e a resposta por parte de instituição é rápida, podendo demorar no máximo 48h. Ou seja, o dinheiro estará disponível na conta num curto espaço de tempo.

O crédito online imediato é a opção ideal para quando surge uma despesa extra, com a qual não estamos a contar. Há quem prefira, mesmo tendo dinheiro para fazer face a essa despesa, não mexer nas poupanças, e fazer um crédito.

É óbvio que neste caso é importante ponderar se a realização desse empréstimo é ou não uma mais valia (tendo em conta o que irá pagar de juros).

Tenha ainda em conta que existem várias instituições que disponibilizam este tipo de créditos (bancos e outras instituições financeiras ou de crédito). A oferta é vasta e é muito importante pesquisar o máximo que puder.

Devido à sua natureza mais "imediata", normalmente as taxas de juro são mais altas, daí ser de extrema importância verificar se vale ou não a pena recorrer a um financiamento se tiver o dinheiro de parte!

Crédito online imediato: 5 aspetos a ter em conta

As facilidades no momento de pedir um crédito deste tipo são muitas, mas os encargos também.

E, devido às facilidades deste tipo de financiamento é essencial ponderar se a situação requer ou não um pedido de financiamento com taxas de juro elevadas.

Assim, caso precise mesmo de pedir um crédito online imediato, não deixe de ter em atenção estes 5 aspetos.

1 - Limite-se a pedir o valor que precisa

Devido às facilidades, há quem ceda à tentação e acabe por pedir um valor superior ao que precisa para resolver aquela situação concreta, ficando assim com alguma margem para satisfazer outras necessidades menos urgentes.

No entanto, tente limitar-se ao valor que precisa, pois irá pagar muitos juros sobre o valor emprestado. E é uma conta simples de fazer: quanto menos pedir, menos vai pagar.

2 - A prestação deve ser sustentável

Faça bem as contas e veja que prestação o seu orçamento mensal consegue suportar, sem afetar as restantes despesas.

Não cometa o erro de, para resolver o seu problema, se endividar mais ainda. Se assim for, vai entrar numa espiral muito complicada e de difícil resolução. Lembre-se que o sobreendividamento foi um dos maiores problemas na época da crise.

O empréstimo deverá servir para resolver uma questão muito pontual, e não criar novos problemas.

Mesmo pagando mais de juros, mais vale prolongar o tempo do empréstimo, se for mais confortável para si.

3 - Faça várias simulações

Não se limite a pedir uma só proposta, faça várias simulações. Quantas mais pedir, mais informações terá do seu lado, logo, maior a probabilidade de conseguir uma boa proposta.

Existem muitas variáveis que podem encarecer ou tornar a prestação do seu crédito mais simpática.

E, ao fazer simulações irá ser mais simples perceber efetivamente qual será o banco ou entidade financeira que tem os custos mais baixos.

Ao falarmos de crédito online imediato, além da rapidez, o papel mais importante é mesmo o valor que irá pagar pelo financiamento (MTIC)

4 - Esclareça todas as dúvidas

Apesar de o crédito online imediato ser um processo com poucas burocracias, elas não deixam de existir. Será necessário analisar bem todas as propostas que pedir às várias instituições e fazer muitas contas.

Lembre-se que é uma decisão que vai mexer com o seu orçamento nos próximos tempos e não pode ser tomada de ânimo leve.

Por esta razão, nunca fique com dúvidas, pois isso pode equivaler a fechar um mau negócio.

5 - Taxas de juro

Normalmente, o crédito online imediato tem taxas mais altas que outro tipo de créditos (por exemplo, o crédito à habitação). Isto acontece por duas razões: primeiro, todo o processo é bastante rápido e ágil e isso, naturalmente, paga-se.

Além do mais, a instituição de crédito assume alguns riscos nestas condições. Tudo isto se paga, com taxas de juro mais altas.

Agora que já sabe 5 pontos a considerar, se precisar de pedir um crédito online imediato, tenha-as em consideração de forma a não sobrecarregar a sua vida financeira.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.