<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Doença celíaca - conheça 8 sinais de intolerância ao glúten

A doença celíaca também conhecida como intolerância ao glúten é uma condição que leva a que uma pessoa tenha uma reação após a ingestão de glúten, uma proteína encontrada no trigo, cevada e centeio.

Os sintomas variam muito de pessoa para pessoa e podem incluir problemas gastrointestinais, dores nas articulações, fadiga e depressão.

Para quem não sabe o trigo é um tipo de grão que é comumente encontrado em pães, cereais e massas.

Mas, a par dessa questão, o mesmo é também encontrado em condimentos, como molhos para saladas e sopas (mas em quantidades muito menores).

A cevada é outra abundante variedade de grão, que é frequentemente utilizada na criação e confeção de cerveja e produtos para alimentar animais de pecuária.

Já o centeio é o último tipo de grão que tem glúten na sua composição interna. É mais frequentemente encontrado em cereais, cerveja e pães.

A maior parte das pessoas descobre que tem intolerância ao glúten após consumir esses tipos de alimentos e bebidas e tendo uma reação alérgica adversa.

É ainda importante frisar que a doença celíaca é um tipo grave de intolerância ao glúten. A mesma está classificada como uma desordem auto-imune, e provoca danos no intestino delgado.

Quando as pessoas com intolerância consomem glúten, inicia-se uma resposta imune anormal que ataca diretamente os intestinos.

Eventualmente, os danos causados aos intestinos diminuem significativamente a capacidade do organismo de absorver adequadamente os nutrientes.

Se não tratada adequadamente, a doença celíaca pode resultar em complicações de saúde a longo prazo. Estima-se que 1 em 100 pessoas sofrem da doença.

8 sinais de intolerância ao glúten

A verdade é que existem inúmeros sinais que pode estar atento para perceber se sofre ou não desta doença.

Hoje iremos apresentar-lhe 8 que de certa forma são os sinais mais claros e comuns de alguém que tenha doença celíaca.

1 - Confusão mental

Um dos sintomas mais surpreendentes de intolerância ao glúten, a confusão mental, também pode ser sutil na sua natureza.

Esta confusão está relacionada com uma falta de clareza mental, e pode ser um dos sintomas mais enigmáticos. Isto porque existem um grande número de doenças que apresentam esta patologia nos seus sintomas.

No entanto, é um sintoma comumente citado de pessoas que sofrem de intolerância ao glúten e / ou doença celíaca.

2 - Aumento de peso inesperado

O súbito e inexplicável aumento de peso é desconcertante para muitas pessoas intolerantes ao glúten. Em geral, o aumento de peso associado a esta doença resulta de dois fatores distintos:

·        Má absorção e permeabilidade intestinal - dois efeitos colaterais da intolerância ao glúten

·        Inflamação sistêmica, que é desencadeada pelo glúten.

Indivíduos intolerantes ao glúten que eliminam o mesmo da sua dieta são capazes de voltar a ter um peso saudável.

3- Função imunológica anormal

Os anticorpos IgA, quando são sensíveis ou intolerantes ao glúten, têm um efeito contrário sobre o sistema imunológico.

Os mesmos são encontrados principalmente no trato gastrointestinal e na saliva, acabando por ser muitas vezes a defesa primária do corpo contra constipações, gripes e outras doenças.

Obviamente, quando estes mesmos anticorpos neutralizam o nosso sistema imunológico, estamos muito mais propensos a contrair tais doenças (e outras tantas).

4 - Problemas nos dentes

Um estudo publicado na BMS Gastroenterology, identifica uma ligação entre a intolerância ao glúten e "estomatite aftosa" - uma condição frequentemente associada a úlceras na boca e aftas.

Além disso, devido à má absorção de nutrientes por parte do organismo, os indivíduos sensíveis ao glúten frequentemente têm níveis muito baixos de cálcio - uma substância muito importante para os dentes saudáveis.

5 - Cefaleias e enxaquecas

As enxaquecas são dores de cabeça que na sua grande maioria das vezes são terrivelmente dolorosas podendo chegar a ser debilitantes.

Estranhamente, enxaquecas são muito mais comuns em pessoas que sofrem de intolerância ao glúten (ou seja, que têm doença celíaca) que na população em geral.

Um estudo de um grupo sensível ao glúten apresentou os seguintes resultados: 56 por cento do grupo de estudo tinham dores de cabeça crônicas ou enxaquecas.

Comparativamente a apenas 14 por cento do grupo de controlo que relataram dores de cabeça crônicas ou enxaquecas.

6 - Problemas de pele

A má absorção dos nutrientes associada à intolerância ao glúten afeta um número de diferentes áreas do corpo, incluindo o nosso maior órgão.

O glúten tem sido associado à acne, psoríase, eczema e dermatite herpetiforme (DH).

São inúmeros os sintomas de pele decorrentes da intolerância ao glúten, e muitas vezes incluem ardor, vermelhidão, erupções cutâneas, coceira e até mesmo bolhas de água na pele.

O DH é uma condição particularmente prejudicial, definida pelo Gluten Intolerance Group (Grupo de Intolerância ao Glúten) como: "uma doença crónica da pele marcada por grupos de bolhas lacrimejantes que podem assemelhar-se a espinhas ou bolhas."

7 - Dores nas articulações e músculos

Os efeitos inflamatórios estimulados pela intolerância ao glúten são a razão subjacente para a dor nas articulações e músculos.

De acordo com a WebMD: "Dor nas articulações e inflamação são sintomas comuns de sensibilidade ao glúten”.

A par disso são muitas as pesquisas que mostram ligações entre as duas doenças. A Arthritis Foundation também publicou resultados que apontam artrite e dor nas articulações como sintomas associados à sensibilidade ao glúten.

8 - Exaustão e fadiga

Este sinal é semelhante à confusão mental, já que os sintomas exatos são um mistério para quem padece dos mesmos.

E na verdade, pouca investigação científica tem sido realizada de modo a examinar a correlação suposta entre a fadiga / cansaço e intolerância ao glúten e consequentemente à doença celíaca.

No entanto, os profissionais médicos acreditam que a intolerância ao glúten é paralela à fadiga através de inflamação e da de-alocação das reservas de energia do corpo.

Agora que já sabe 8 sinais muito comuns da intolerância ao glúten e da doença celíaca, está na hora de analisar os sintomas que tem tido.

Se verificar que está a padecer de diversos destes sintomas, o nosso conselho é que consulte um especialista com a maior brevidade possível.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.