<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Diversas formas simples para começar a poupar ainda este ano

Poupança é um daqueles temas que genericamente falando é algo simples e na teoria é fácil de colocar em prática. Contudo, quando passamos da teoria para a realidade, poupar não é assim tão simples e prático como todos nos fazem querer.

Não é fácil tirar algo do pouco que provavelmente já se tem, principalmente quando se está habituado a fazer diariamente um sem número de situações.

Contudo, hoje resolvemos dar-lhe dicas realmente simples e que pode implementar de forma a conseguir começar a poupar ainda este ano. Veja tudo de seguida.

Começar a poupar? Sim, ainda é possível

Sabemos que a poupança é algo que deve fazer parte da vida de todos nós, contudo, contrariamente ao que possa pensar, não deve começar a poupar em alturas de crise, mas sim quando a sua vida está estabilizada.

Se começar a poupar nessa altura, será muito mais simples conseguir ter um pé de meia para momentos de mais aperto. Veja as nossas dicas de seguida.

1 – Faça um registo das despesas

Se quiser realmente levar a questão da poupança a sério, o primeiro passo para começar passa por registar todas as suas despesas. Pode ser numa agenda, numa folha excel, numa aplicação para o telemóvel, enfim… você é que sabe qual a melhor maneira para apontar as suas despesas (contudo, aconselhamos a que o faça em algo que tenha sempre à mão).

Assim sendo, ao saber quais os valores que estão a ser gastos mensalmente, e no que é que gasta, é muito mais simples saber para onde vai o seu dinheiro, e saber por onde é que pode começar a poupar.

2  – Não lave a louça com água a correr

A verdade é que existem centenas famílias que têm o (péssimo) habito de lavar a louça ou tomar banho com a água a correr. Saiba que isto, além de um enorme desperdício de água, aumenta e muito, o valor que gasta mensalmente na sua fatura da água.

Para o caso da louça se começar a encher o lava louça com água quente, e utilizar somente a água corrente para passar a louça, vai notar ao final do mês uma diferença considerável no valor da conta.

Quando ao tomar banho se usar a água que corre enquanto aquece para regar plantas, ou para lavar o carro vai fazer uma melhor utilização deste recurso e poupar algum dinheiro.

3 – Não lave os dentes com água a correr

Tal como acontece com a louça, são muitas as pessoas que lavam os dentes com a água a correr em vez de utilizarem um copo.

Adote novos hábitos que além de ajudarem na sustentabilidade do nosso planeta, o vão ajudar a poupar em casa.

4 - Tenha cuidado com as luzes

A verdade é que deixar uma luz ligada (seja por preguiça ou esquecimento) ou deixar todos os aparelhos em stand by, são erros muito comuns nas famílias portuguesas.

Ao desligar todas as luzes quando sai e ao retirar das tomadas os aparelhos que se encontram em stand by (como é o caso da máquina de café ou a box da televisão), pode poupar entre 10% a 15% na fatura da luz.

Nada melhor do que começar a poupar com pequenas mudanças no dia a dia que na verdade não têm grande implicação no seu bem-estar.  

5 – Já pensou em lâmpadas economizadoras

Outro truque bastante simples para poupar em casa é a aquisição de lâmpadas economizadoras. Embora possa ser um investimento inicial um pouco mais alto do que as lâmpadas LED normais, a curto prazo vai ver uma poupança significativa na fatura da eletricidade.

É importante frisar que as lâmpadas LED têm uma durabilidade cerca de 6 a 8 vezes superior às lâmpadas normais.

6 - Não vá às compras com fome

Contrariamente ao que possa pensar, é essencial que não vá às compras com fome. Está estudado que quando temos fome, nos apetece comprar todo o tipo de comida e snacks (que na maioria das vezes fazem bastante mal à sua saúde a à sua carteira).

Assim sendo, se lanchar antes de ir às compras, não irá cair na tentação de comprar coisas que não precisa.

Além disso, é importante que não leve também os seus filhos às compras, pois tenha a certeza que irá comprar algo que não está na sua lista.

Dicas gerais de poupança

1.      Revolva as coisas sozinho - Em vez de contratar alguém para resolver as pequenas avarias domésticas, faça você mesmo.

2.      Aprenda a costurar - Em vez de levar as roupas às costureiras, aprenda a fazer umas bainhas e a pregar botões (pode sempre pedir ajuda à sua esposa ou namorada).

3.      Não corte em gastos com a saúde - Tenha um bom plano de saúde, pois vai ajuda-lo a poupar dinheiro nas suas visitas ao médico.

4.      Compre medicamentos genéricos - Os genéricos têm os mesmos compostos dos medicamentos padrão, e são muito mais baratos.

5.      Tenha um telemóvel pré-pago - Assim sempre que termina o saldo não consegue fazer mais chamadas.

6.      Ande a pé - Se trabalha perto de casa, opte por ir a pé.

7.      Ande de transportes públicos - A rede de transportes públicos está cada vez mais alargada, e o passe certamente é mais barato que atestar o depósito do carro mais do que uma vez por mês, vai certamente poupar dinheiro com esta medida.

8.      Divida o carro - Se tem mesmo de levar o carro para o trabalho, tente dividi-lo com alguém.

9.      Se fuma tente reduzir - O tabaco está caro, por isso tente reduzir ou deixar de fumar.

Estas são as nossas dicas para começar a poupar já este mês, e temos a certeza que as mesmas vão ter um impacto positivo na sua vida e na sua carteira. Além disso, implemente estas dicas em família, pois é mais simples poupar se todos se esforçarem.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.