<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

Crédito Pessoal Formação: Para um financiamento de 8.000€, com a TAEG de 6,2% e TAN de 4,10% o prazo de reembolso é de 36 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 237,14€. MTIC: 8.748,24€ dos quais 8.000€ reembolsam o capital concedido e 748,24€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Crédito Consolidado: para um financiamento de 20.000€, com a TAEG de 13,1% e TAN de 11,10% o prazo de reembolso é de 84 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 348,20€. Montante total imputado ao consumidor: 29,776,80€ dos quais 20.000,00€ reembolsam o capital concedido e 9.776,80€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Deve ou não fazer um empréstimo ao banco?

Fazer um empréstimo ao banco pode ser a saída viável para que possa materializar os seus projetos. O primeiro passo, para que tudo corra bem, é saber qual tipo de crédito mais adequado ao seu perfil e ao seu bolso.

Antes de solicitar o empréstimo é ideal que entenda e analise todo o processo realizado para a aprovação e libertação do montante.

Além disso, deve considerar alguns fatores para que o dinheiro seja uma solução para os problemas, e não uma possível causa de endividamento.

Para que possa fazer um empréstimo ao banco com mais tranquilidade preparamos este guia completo com as principais informações para ter o pedido de financiamento aprovado.

Empréstimo ao banco: Como funciona e o que considerar antes de contratar

Ponderação é a palavra chave antes de solicitar um crédito. Deve-se perguntar se há realmente necessidade de obter o dinheiro, qual será a finalidade, e se está disposto a adquirir uma obrigação que vai comprometer parte do seu orçamento.

Antes de explicarmos como funciona o processamento do pedido e aprovação de crédito junto ao banco, veja alguns pontos importantes que deve analisar.

Avalie a real necessidade

Pondere acerca da sua real necessidade antes de pedir um empréstimo ao banco por impulso.

Seja qual for o objetivo para o dinheiro deve antes analisar com calma se não seria viável conseguir o montante de outra maneira.

Solicite somente o que vai precisar

Chegou à conclusão de que realmente precisa de contratar um empréstimo? Então chegou a hora de determinar o montante necessário.

É fundamental que estipule quanto precisa, para não correr o risco de cair na tentação de contratar um valor maior do que o necessário. Dessa forma diminui, e muito, as hipóteses de acabar endividado.

Finalidade do empréstimo

Tenha um objetivo bem claro em relação à aplicação do montante que vai contratar. Será destinado à liquidação de uma dívida? Vai investir no seu próprio empreendimento? Ou trata-se de um crédito habitação?

Se não houver um planeamento adequado, pode acabar por desperdiçar o dinheiro.

É capaz de pagar as prestações?

Lembre-se que ao contratar um empréstimo, está a adquirir uma obrigação que se estende por um período longo, e que deve ser honrada todos os meses.

Tenha em consideração o orçamento mensal, e qual valor de prestação cabe no seu bolso. Assim, certifica-se de que é capaz de pagar as mensalidades sem maiores prejuízos.

Afinal, como é o processamento do pedido de empréstimo?

Antes de ter o dinheiro disponibilizado na sua conta, saiba que deverá passar por uma avaliação criteriosa pelo banco.

As instituições fazem um levantamento completo das informações mais relevantes de cada cliente, a fim de minimizar os riscos ao aprovar o crédito.

A seguir vai conhecer alguns destes critérios de avaliação:

Como funciona a análise de crédito?

Este procedimento é realizado por bancos e instituições financeiras. A análise tem como objetivo, verificar o perfil do cliente e identificar se o mesmo possui condições de honrar a dívida. Trata-se de um processo prévio para a aprovação do empréstimo.

A partir de informações básicas e do estudo sobre o histórico financeiro, o banco determina se o crédito pode ser aprovado.

Quem pode pedir crédito às instituições financeiras?

Para obter sucesso na libertação do crédito alguns requisitos devem ser preenchidos durante o processo de solicitação.

  • A idade do solicitante

Um dos requisitos essenciais para conseguir o empréstimo ao banco é ter, no mínimo, 18 anos. Porém, os bancos levam em consideração diversos fatores ligados à idade.

Quanto mais novo for o cliente, maior é a probabilidade de este não usufruir (ainda) de uma situação financeira estável. Isto pode-se tornar num obstáculo para ter a análise de crédito aprovada.

Algumas instituições financeiras têm critérios restritivos em relação a estes perfis, pois é maior o risco assumido por parte do banco.

  • Estabilidade profissional

Um dos critérios avaliados para a aprovação do empréstimo é identificar – com segurança – se o requerente do crédito possui estabilidade financeira.

Ter uma ocupação efetiva e dispor de um bom ordenado são requisitos vistos com bons olhos pelas instituições.

  • Precedente de crédito e garantias

Os bancos levam em especial consideração uma possível situação de incumprimento anterior do solicitante. Isto significa que ser um bom pagador é um critério fundamental que a instituição avalia, visando a libertação do empréstimo.

Outro fator analisado pelas entidades bancárias são as garantias que este potencial cliente pode oferecer em forma de pagamento, como garantias reais, fiadores ou avalistas.

  • O relacionamento com o banco

Dispor de uma boa relação com o banco aumentará – e muito – a aceitação do pedido de empréstimo ao banco. Esta relação consiste na assiduidade de pagamentos e movimentações frequentes da conta bancária.

Documentação exigida na solicitação de crédito

Veja alguns dos documentos básicos solicitados para analisar a solicitação de financiamento:

  • Documento de identidade
  • Comprovativo de residência
  • Comprovativo de renda
  • Extratos bancários
  • Documento comprobatório de vínculo empregatício

É importante ressaltar que o pedido de crédito só poderá ser feito pelo titular do contrato. E a documentação exigida pode variar de acordo com cada instituição bancária.

Não deixe de fazer simulações e comparar diferentes ofertas uma vez que tenha decidido fazer um empréstimo ao banco. Dessa forma irá encontrar as melhores condições para o seu bolso.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.