<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Será que os bancos ainda concedem crédito habitação 100 financiamento?

Conseguir um crédito habitação 100 financiamento é o sonho de qualquer pessoa que inicia a sua jornada de compra de casa.

A decisão de ter uma habitação própria é um passo muito importante para a vida de qualquer pessoa e há muitas coisas que devem ser ponderadas.

A mais importante, sem dúvida, é encontrar a "sua" casa. Aquele espaço que combina consigo, onde se sente bem e onde tem vontade de passar o resto da vida (ou pelo menos a ideia será essa).

Além disso, a zona envolvente é também importante. Tem tudo o que precisa ali perto? É uma zona segura? Consegue fazer algumas das compras mais urgentes sem precisar pegar no carro? Tem cafés, farmácias e supermercados perto? A quanto tempo fica o hospital mais próximo?

Tudo isto são pontos que têm de ser vistos aquando da compra da sua nova casa!

No entanto, nem tudo passa pela escolha da casa certa.

Há muitos outros detalhes, talvez menos agradáveis, que precisa de ter em conta no momento em que decidir comprar um imóvel.

Um deles é o crédito habitação, esse compromisso que irá assumir praticamente para o resto da vida.

Crédito habitação com 100% de financiamento: Será que ainda é possível?

Hoje em dia, alguém da classe média, que viva de um ordenado, terá muita dificuldade em pagar uma casa a pronto pagamento.

Por esta razão, pedir um empréstimo ao banco é algo praticamente impossível de contornar. Se o conseguisse fazer com recurso a um crédito habitação 100 financiamento, melhor...!

No entanto, dia 1 de julho de 2018, entrou em vigor uma nova lei relativa à concessão de novos créditos.

Nessa nova legislação, o Banco de Portugal recomendou que o loan to value (LTV), ou seja, o rácio entre o valor financiado e o valor da avaliação do imóvel, deve ser igual ou inferior a 90%.

Ou seja, os bancos não podem emprestar mais de 90% do valor total do imóvel.

Esta medida foi o resultado da crise financeira pela qual o nosso país passou nos últimos anos, que obrigou as instituições a serem um pouco mais cautelosas. Essencialmente porque era muito simples comprar uma casa e em momentos de crise este é o primeiro investimento a deixar de ser pago.

E porque é que isso acontecia? Porque a maior parte das pessoas não tinha feito nenhum investimento prévio na compra da casa!

Apesar de a situação ter melhorado, os bancos preferem descer um pouco o risco e incentivar à poupança. Significa isto que é impossível ter acesso a um crédito habitação 100 financiamento?

A verdade é que é muito mais difícil e limitado, mas não é totalmente impossível. Existem algumas formas de conseguir 100% de financiamento para comprar a sua casa. Mostramos-lhe quais de seguida.

1 - Comprar um imóvel ao banco

Esta é umas das exceções à nova lei, e talvez a mais viável. Se comprar uma casa ao próprio banco, poderá conseguir um crédito habitação com 100% financiamento.

São imóveis que foram tomados pelo banco, por falta de pagamento, na maior parte dos casos. É contudo importante ter em atenção o estado do imóvel.

Frisamos também que nestes casos, a maior parte das casas irá a leilão e será a melhor oferta a ganhar. Por isso, antes de licitar qualquer imóvel de banco, visite-o.

Como são casas que foram retiradas a famílias, muitas estão num péssimo estado de conservação.

2 – Pedir ajuda a várias Imobiliárias

Várias imobiliárias têm um carteira de imóveis específica, em parceria com alguns bancos, com a opção de 100% de financiamento.

Contudo, mesmo nestes casos começa a ser um pouco mais complicado a aprovação do financiamento a 100%. Muitas vezes terá de ter algum valor para dar de entrada, ou pelo menos uma garantia que possa dar ao banco (como um imóvel já pago ou fiadores).

3 – Pedir um crédito pessoal para entrada

Se não se quiser limitar aos imóveis dos bancos, e alargar as opções, pondere pedir um crédito pessoal para perfazer o valor de que necessita para finalizar a compra da casa.

Tenha em atenção as taxas e restantes encargos e, além disso, é fundamental perceber se, no seu orçamento mensal, há espaço para o pagamento dos 2 empréstimos (o pessoal e o da casa), e das restantes contas (alimentação, água, luz, etc.).

Ou seja, esta pode ser uma boa opção, mas deverá ser analisada com muita precaução.

Posso dizer-vos que quando ponderei comprar a minha casa esta foi uma das situações que analisei. Mas, era completamente inviável, pois o valor total dos 2 créditos seria superior a 800€ mensais.

Faça todas as contas, tire todas as dúvidas e faça negócio apenas quando tiver a certeza que aquela é a melhor opção de todas.

Uma vez que conseguir um crédito habitação 100 financiamento é quase impossível, o nosso conselho é que comece a juntar dinheiro o mais cedo possível para ter um pé de meia que o banco considere relevante.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.