<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Como conseguir um crédito para automóvel usado

Depender dos transportes públicos, de apps de boleia ou simplesmente da ajuda de um familiar ou amigo, pode ser sim uma forma barata de se deslocar. Mas, há momentos em que é preciso facilidade de deslocação e nesse caso conseguir um crédito para automóvel usado por ser uma excelente forma de conseguir a sua independência.

Hoje em dia é muito mais barato adquirir um automóvel novo ou usado. Desde março de 2019, o Banco de Portugal anunciou as taxas mínimas que as instituições financeiras poderão cobrar aos seus clientes para este tipo de financiamento.

Estas medidas foram aplicadas pelas próprias financeiras e por exemplo no primeiro trimestre, devido à elevada procura por este tipo de crédito, houve uma baixa nos juros em comparação ao primeiro trimestre no ano de 2018.

Se quer realizar o sonho de ter o seu próprio automóvel, saiba que existem várias opções de financiamento. E, o crédito automóvel é a opção mais comum.

Crédito para automóvel usado: Cuidados que deve ter antes de avançar

Após a recuperação económica no país, o crédito automóvel tem sido uma excelente oportunidade para quem quer comprar um carro ou mota (independentemente de ser novo ou usado).

Mas, existem sempre alguns cuidados que deve ter na altura de dar seguimento ao seu pedido. Explicamos-lhe tudo de seguida.

1 - Analise a oferta de mercado antes de adquirir um crédito automóvel usado

A palavra de ordem neste momento é, pesquisar e simular. Com o mercado em plena atividade, instituições financeiras estão à procura de clientes que desejam um crédito automóvel usado.

Analise os valores disponíveis para créditos, pesquise entre os sites de financeiras e compare os valores de entrada e parcelamento. É importante que o valor mensal caiba no seu orçamento sem grande esforço só assim sabe que escolheu o crédito mais adequado.

Faça simulações com valores de entrada, número de meses, valores das parcelas e os juros que serão aplicados.

2 - Quanto maior a entrada, menor os juros 

Se sua condição permitir um valor alto na entrada do empréstimo para o seu crédito automóvel usado, melhor será para seu orçamento.

Isso porque os juros das restantes parcelas vão ser mais baixos, e com isso,  pode diminuir a quantidade de meses associados ao financiamento.

Em média os créditos para financiamento auto são feitos até 6 anos. Claro que isso está também condicionado pelo valor que pedir para comprar o seu carro novo.

É assim necessário determinar a duração do seu contrato de crédito, calculando os seus interesses entre o valor da prestação mensal que terá de pagar e os juros associados ao prazo de pagamento.

3 – Lembre-se que existem mais pagamentos a serem feitos

Quando falamos de um automóvel, tenha a consciência que terá mais custos além da entrada e as demais parcelas.

Como o próprio nome já diz é um Crédito para Automóvel Usado, custos com documentação, seguro, combustível e manutenção devem ser adicionados ao custo que terá mensalmente.

Pense bem no modelo, no ano, e principalmente no valor da manutenção que este carro vai necessitar.

Colocar estes itens na hora de calcular os seus custos, fará toda a diferença no seu orçamento mensal. Além do cuidado na escolha do crédito, tenha cuidado na escolha do automóvel.

E o crédito pessoal, compensa?

O crédito automóvel usado é sem dúvida o mais escolhido pelos portugueses para o financiamento da compra de um carro. 

Mas, na hora da melhor opção para financiamento, o importante é analisar as várias ofertas de mercado e escolher a mais adequada.

O crédito pessoal não é o mais competitivo, porém, dependendo da entidade financeira será um crédito que vai conseguir com mais rapidez.

Com um crédito imediato online, é possível obter um financiamento sem precisar declarar o motivo para o qual o está a solicitar. E, pode conseguir até uma taxa mais baixa.

Ambos têm suas vantagens e desvantagens. Por isso, faça a pesquisa, as simulações e defina a melhor opção para o seu orçamento.

Crédito automóvel usado com reserva de propriedade

Imagine a seguinte situação, consegue o crédito, começa a pagar, mas por algum motivo particular não consegue cumprir com as suas parcelas.

Neste método de crédito, o banco fica com o direito do automóvel até pagar as parcelas, e em caso de incumprimentos a financeira pode ficar com o automóvel.

Nesta opção de crédito automóvel usado, por regra, será uma TAEG (Taxa Anual Efetiva Global) mais baixa, sendo, por isso, o preço a pagar pelo crédito inferior que as demais opções. 

Se esta for sua escolha, tenha em conta que, se não cumprir com os pagamentos além de ter investido dinheiro que irá perder, ainda perde o carro. Assim, nada melhor do que ter em conta todas as questões antes de dar o passo em frente.

Nesta modalidade a taxa máxima para carros novos é de 9,7% e 12,3% nos automóveis usados, menor que o ano passado onde a taxa alcançou a marca de 16,1%

Pesquise o melhor crédito automóvel usado, para si

Não tenha pressa, pesquise, faça simulações afinal, quanto mais, melhor. Assim pode conseguir a melhor taxa, ter um crédito em tempo útil e realizar o sonho de ter o seu carro próprio.

Não é necessário seguir exatamente o que outras pessoas fizeram, este momento é seu, é o seu orçamento que está em jogo.

Além disso, a sua satisfação vem em primeiro lugar! Não importa se o carro for novo ou usado, seja qual for a marca, o modelo, pense em si e na saúde das suas finanças.

Veja a melhor condição, lembrando mais uma vez que além das parcelas virão os custos do próprio automóvel, portanto, analise, pesquise e aproveite ao máximo a sua compra.

Se precisar de apoio, não hesite em contactar-nos que estamos À sua inteira disposição para qualquer esclarecimento adicional.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.