<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Controlo financeiro: Conheça a fórmula mágica

Se há algo que todos nós queremos eventualmente alcançar, é o controlo financeiro da nossa vida!

De uma forma ou outra todos nós somos reféns do dinheiro. Quer seja para comprar uma casa, um carro ou viver com dignidade. A par disso, todos nós queremos ter o luxo de comprar o que quisermos sem estarmos a pensar se o dinheiro nos irá ou não fazer falta mais tarde!

Assim, conseguir alcançar o controlo e estabilidade financeiras é o sonho de qualquer um. E, se não sabe como alcançar esse sonho, não se preocupe que iremos de seguida explicar-lhe tudo aquilo que precisa saber.

Controlo financeiro: Saiba como o alcançar

Em primeiro lugar é importante saber que não existe uma fórmula mágica que possa aplicar hoje e amanhã ter resultados.

O controlo financeiro é algo que necessita de esforço, dedicação e (clichê) controlo. Assim, o que iremos fazer de seguida é dar-lhe as ferramentas necessárias para poder sozinho alcançar esse controlo.

Ora continue a ler e veja as nossas dicas.

1 – Tenha um controlo dos seus ganhos e gastos

Ora bem, nunca poderíamos começar um artigo a falar de controlo financeiro sem abordar este ponto.

Se quer ter a sua vida organizada, nada mais importante que saber exatamente quanto ganha e quanto gasta. E, antes que pense nisso, fazer contas de cabeça não é uma opção válida.

Sente-se e abra um excel (ou aponte numa agenda) e coloque de um lado tudo aquilo que ganha (ordenado, valores enquanto freelancer, valores de aplicações financeiras…) e do outro lado tudo aquilo que gasta.

Este último ponto irá ser aquele que mais o irá surpreender. Será que tem realmente noção do que gasta no seu dia a dia? Aqueles 2€ ali, os outros 5,5€ do almoço, aquele maço de tabaco que compra todos os dias…

Enfim, aponte tudo onde gasta o seu dinheiro. Faça este exercício durante um mês e perceba exatamente para onde vai o seu dinheiro.

Acredite que apenas assim irá conseguir saber onde é que tem de cortar para alcançar o controlo financeiro.

2 – Faça comparações

Ninguém alcançou o controlo financeiro da sua vida ao comprar um produto da primeira vez que o viu.

Esta dica é válida para tudo na sua vida. Compare antes de comprar.

Claro que não lhe estamos a dizer que tenha de ir a 4 ou 5 supermercados porque num pode comprar laranjas mais baratas e noutro consegue cogumelos a preço de produção.

É importante avaliar o preço global das coisas e sempre que possível optar pelo local mais barato.

A par disso, se tiver de comprar por exemplo um produto tecnológico, deve avaliar a oferta de várias marcas e conseguir assim perceber qual será a melhor opção de compra.

Evite sempre comprar o que quer que seja com recurso a créditos que imponham o pagamento de juros.

Lembre-se a ideia é alcançar o controlo financeiro da sua vida, não ficar envolto em vários créditos simultaneamente.

3 – Trace um objetivo e lute por ele

A verdade é que não existe nada mais importante para alcançar o controlo financeiro do que estabelecer um objetivo e lutar por alcançá-lo.

É importante perceber que não existem certos nem errados quanto ao seu objetivo. Pode ser ir de férias, juntar dinheiro para dar entrada numa casa, comprar um carro ou uma moda, ter um novo computador ou smartphone.

O importante é que tenha um objetivo e consiga fazer um esforço de poupar para conseguir comprar! Acredite que irá ser muito mais simples para si se estiver a fazer o esforço por algo que realmente deseja.

4 – Seja realista nos objetivos

No seguimento do ponto anterior é importante frisar que deve sim estabelecer objetivos, mas os mesmos deve se realistas.

Imagine que ganha um ordenado líquido de 750€. Dificilmente irá conseguir ter um lamborguini ou um jaguar.

O mesmo é válido para a compra de uma casa. Se tem um filho por exemplo, não faz qualquer sentido traçar como objetivo comprar um apartamento T4 que custa mais de 500.000€.

Ajustar os objetivos à sua realidade é meio caminho andado não só para os alcançar, como também para evitar frustrações.

5 – Invista na sua educação financeira

Pode parecer estranho mas conseguir o controlo financeiro ou alcançar o verdadeira independência financeira não é assim tão simples como possa imaginar.

Assim, nada melhor do que aprender com os especialistas.

Acredite que ao investir na educação financeira estará a fazê-lo não só por si, como pela sua família.

Se for financeiramente estável, poderá promover desde cedo estes ensinamentos aos seus filhos. E, acredite isso irá fazer toda a diferença na vida deles!

6 – Viva de acordo com o seu padrão de vida

Quanto mais ganhamos mais tendência temos de gastar muito mais dinheiro. Contudo, é importante que viva de acordo com o seu padrão.

Se ganha um ordenado que lhe permita viver confortavelmente, é importante que considere que uma parte significativa desse ordenado deve ser colocada de parte (cerca de 10% a 15%).

Isso acontece por um único motivo! Imagine que de um dia para o outro fica sem trabalho! Acha que iria conseguir pagar as suas contas se não tiver algum pé de meia?

Pense no presente e no futuro e ajuste as suas decisões tendo isso por base!

Agora já conhece a nossa fórmula milagrosa para alcançar o controlo financeiro. Por isso, nada mais importante que colocar estas dicas em prática. Garantimos-lhe que funcionam.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.