<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Conta poupança ou depósito a prazo - qual a melhor opção?

São muitos os consumidores que ao terem algum dinheiro de parte ficam na dúvida se devem optar por uma conta poupança ou depósito a prazo.

Embora hajam diferenças consideráveis entre ambas, a verdade é que é necessário conhecê-las de forma a fazer a escolha mais correta.

Sabemos que desde logo conseguir poupar dinheiro pode ser um valente desafio, mas conseguir que o mês termine sem que precise de mexer no dinheiro que poupou é uma grande vitória.

Assim sendo, a diferença será entre optar por conta poupança ou depósito a prazo? Investimento seguro ou investimento de risco?

Pois bem, tudo irá depender de si, do que deseja. Assim, iremos de seguida explicar-lhe tudo o que precisa saber sobre ambas as alternativas de forma a poder escolher.

Conta poupança ou depósito a prazo: qual a melhor opção para si?

Pois bem, tal como tudo na vida, optar por uma conta poupança ou depósito a prazo não é propriamente uma escolha simples e rápida.

Na verdade, vai depender essencialmente de dois fatores distintos: qual o risco que pretende correr e quanto dinheiro tem para investir.

Além destes dois fatores, é também importante ter em conta um terceiro aspeto que pode também fazer toda a diferença: quais as condições que o banco lhe oferece para cada alternativa.

Só depois de falar com o gestor e perceber quais as condições oferecidas em cada caso é que pode realmente ponderar qual a opção mais vantajosa para si.

Conta poupança – O que precisa saber e quais as vantagens?

De forma muito resumida, as contas poupança são produtos financeiros, com o objetivo de salvaguardar poupanças e fazê-las render.

Uma conta deste género acaba por funcionar como uma espécie de mealheiro: a conta vai sendo reforçada, à medida que os juros também contribuem para o seu aumento, durante o período de tempo em que o dinheiro fica na conta.

Assim sendo, a mesma é pensada para acumular dinheiro a longo prazo. Por isso, se o seu objetivo passa por preparar o futuro, esta pode ser a melhor opção para si.

As suas principais vantagens são:

·        Têm taxas de juro apelativas

·        Pode acrescentar dinheiro de forma regular

·        Os juros são capitalizados – ou seja, recebe os juros na conta poupança

·        Quanto mais tempo passa, mais irá receber de juros

Contudo, é importante frisar que as suas poupanças não devem estar todas na mesma conta, de forma a diluir o risco.

Além das vantagens, existem algumas desvantagens da conta poupança que devem ser consideradas, nomeadamente:

·        Não tem qualquer tipo de garantia – se o banco for à falência perde todo o seu dinheiro

·        As taxas de juro são por norma fixas e não são muito altas

·        Não pode fazer a mobilização antecipada do dinheiro sem perda de juros

Depósito a prazo - O que precisa saber e quais as vantagens?

Um depósito a prazo, também conhecido como conta a prazo, é um dos produtos bancários preferidos dos portugueses.

Este encontra-se relacionado com a entrega de fundos a uma instituição bancária durante um prazo pré-estipulado. Contudo, existem mais algumas vantagens que podem ser consideradas:

·        Têm uma maior mobilidade, já que permitem a mobilização total ou parcial do dinheiro antes do fim do prazo

·        Os investimentos podem ser feitos com prazos curtos – mínimo de 3 meses

·        Os valores de investimento são baixos

·        Os depósitos a prazo estão cobertos pelo fundo de Garantia de depósitos, ou seja, no caso de o banco entrar em insolvência não perde o dinheiro depositado

Mas, nem tudo são vantagens. Os depósitos a prazo têm também algumas desvantagens, nomeadamente:

·        Como os prazos são mais curtos, este tipo de conta requer uma maior análise da sua parte de forma a acompanhar as taxas de juro e encontrar a melhor opção

Conta poupança ou depósito a prazo - qual a melhor opção?

Agora que já conhece as vantagens e desvantagens da conta poupança e do depósito a prazo, qual é a melhor opção?

Resumidamente as contas poupança compensam mais quando o juro está alto e não lhe faz diferença “bloquear” o dinheiro.

Já os depósitos são a opção mais inteligente para quando não sabe se vai precisar do dinheiro e está disposto a repetir a operação sempre que os juros subirem.

Em qualquer dos casos, siga o procedimento habitual para quando vai lidar com bancos: bata a todas as portas, pergunte por soluções e ofertas promocionais, negoceie.

Os bancos estão interessados em guardar o seu dinheiro, por isso vão tentar aliciá-lo com propostas melhores do que as da concorrência – e já se sabe quem sai a ganhar nesta competição!

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.