<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Comprovativo de morada - sabe o que é e como o pedir

São provavelmente poucas as pessoas que nunca precisaram de pedir um comprovativo de morada.

O mesmo é válido para inúmeras questões passando pela abertura de conta no banco ou solicitação de um crédito ao consumo até à inscrição das crianças na escola.

Assim sendo, e porque é importante esclarecer todas as dúvidas, hoje iremos explicar-lhe como é que tudo funciona.

Comprovativo de morada: o que é?

De forma simples, um comprovativo de morada é um documento oficial que comprova a morada de habitação própria e permanente que se encontra registada no serviço de finanças.

De seguida iremos explicar-lhe como pode pedir um comprovativo de morada para o caso de precisar de um documento oficial.

Contudo, é importante frisar que para pequenos gestos do dia a dia, existem alguns documentos que tem em casa e que servem de comprovativo de morada, nomeadamente:

·        Recibos – água, luz, gás, internet…

·        Certidão da Junta de Freguesia

·        Nota de liquidação do IRS

Agora que já sabe o que é um comprovativo de morada, iremos explicar-lhe 4 formas simples de o solicitar sem precisar de perder muito tempo.

Como pedir um comprovativo de morada de forma rápida

Nos dias que correm a maior parte das pessoas tem acesso à internet em qualquer lugar, por isso, se necessita de obter um comprovativo de morada, saiba que pode fazê-lo rapidamente de 4 formas: através do site das Finanças, através da Segurança Social Direta, na Junta de Freguesia ou se preferir poderá deslocar-se à loja do cidadão e fazer esse pedido.

Explicamos-lhe de seguida passo a passo como solicitar o comprovativo de morada em cada uma destas situações.

1 – Através da Loja do Cidadão

Infelizmente existem algumas entidades que não aceitam um comprovativo de morada digital. Por isso, nesses casos (ou se prefere tratar de tudo presencialmente) terá de se deslocar à loja do cidadão.

É importante frisar que dependendo do motivo pelo qual precisa de um comprovativo de morada poderá necessitar de levar alguns documentos extra consigo.

Contudo, se o que quer é simplesmente comprovar onde mora, basta que se desloque e proceda ao pagamento de 5,60€.

2 – Através do site das Finanças

Solicitar um comprovativo de morada online através do portal das Finanças é bastante simples. Bastam meia dúzia de passos e terá consigo esse comprovativo.

·        Aceder ao Portal das Finanças e entrar com o seu NIF e password

·        Carregar no canto inferior esquerdo onde diz “Finanças – Aceda aos serviços Tributários”

·        Em seguida no menu lateral esquerdo carregue na opção “Serviços”

·        Seguidamente encontre a opção “Documentos” onde na área Certidões deve carregar em “Pedir Certidão”

·        Neste ponto terá uma pick list onde deve escolher a opção “Domicílio Fiscal”

·        Depois só precisa carregar onde diz “Obter”

Como vê é bastante simples conseguir pedir este documento através do Portal das Finanças. São menos de 5 minutos e tudo estará resolvido.

3 – Através da Junta de Freguesia

A Junta de Freguesia da sua área de residência é também um excelente local para solicitar o seu comprovativo de morada.

Só precisa dirigir-se à mesma, levando consigo o cartão de cidadão. Contudo, tenha em conta que por vezes pode haver a necessidade de enviar alguma documentação extra, por isso, é importante que ligue com antecedência para questionar quais os documentos que precisa apresentar.

Frisamos ainda que os documentos são entregues no mínimo após um dia útil da sua solicitação.

4 – Através da Segurança Social Direta

Por último, é também possível solicitar um comprovativo de morada através da Segurança social direta.

Tal como acontece com o Portal das Finanças, a realização do pedido por esta via é bastante simples e rápida, só necessitando de seguir alguns passos.

·        Na Segurança Social Direta, ir ao menu “Perfil” e selecionar “Dados pessoais”

·        De seguida selecionar “Atualizar dados de identificação”

·        Carregar em imprimir

·        Clicar no documento PDF que aparecerá no canto inferior esquerdo

·        Ao abrir o PDF irá obter o comprovativo, deve guardá-lo e validar a assinatura digital

Como vê, é um procedimento bastante célere.

Agora que já sabe o que é um comprovativo de morada e como proceder à sua solicitação, em caso de necessidade já sabe como proceder.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.