<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Como ter uma alimentação saudável com pouco dinheiro

Longe vai o tempo em que para se ter uma alimentação saudável havia a necessidade de se gastar rios de dinheiro na compra de produtos com menos gordura ou sem tantos conservantes.

Hoje em dia, a própria mentalidade evoluiu, e a maior parte das pessoas já opta por comprar produtos frescos, de qualidade superior e que permitem ter uma alimentação realmente saudável e sem necessitar de comer produtos congelados.

Hoje iremos dar-lhe algumas dicas que podem ajudar a mudar a sua alimentação, sem precisar de gastar muito dinheiro.

Alimentação saudável com pouco dinheiro? Sim é possível

Por vezes algumas modificações simples na forma como faz compras e no modo de preparação da comida, são suficientes para conseguir ter uma alimentação saudável sem precisar gastar mais do que aquilo que normalmente gasta (se cortar com os refrigerantes, comida congelada ou doces, poderá inclusivamente poupar imenso dinheiro).

Veja de seguida algumas dicas simples e que pode colocar em prática hoje mesmo.

1 – Faça uma lista de compras

Um dos maiores inimigos de uma alimentação saudável, é chegar ao supermercado e comprar tudo e mais alguma coisa, sem olhar ou pensar duas vezes.

Se quer realmente começar a comer de forma mais saudável, o nosso primeiro conselho é que faça uma lista e compras com tudo aquilo que necessita comprar.

Depois quando for à mercearia ou ao supermercado, cinja-se exclusivamente ao que se encontra na sua lista.

2 – Aprenda a ler rótulos

Muitos alimentos podem até parecer saudáveis à primeira vista, contudo quando começa a ler os rótulos e a olhar para os ingredientes e conservantes com que são confecionados, as coisas mudam um pouco de figura.

Para ter uma alimentação saudável, é importante saber ler e interpretar corretamente os rótulos de todos os produtos que não forem frescos.

3 – Escolha frutas e legumes da época

Sabemos que pode ser maravilhoso e muito romântico comer morangos ou cerejas em abril. Contudo, essa não é de todo a época dos mesmos, e por esse motivo os valores de venda ao consumidor vão estar extremamente inflacionados.

Se quer ter uma alimentação saudável sem gastar muito dinheiro, o nosso conselho é que compre realmente frutas e legumes da época.

Além de serem muito mais baratos, são também muito mais saborosos.

4 – Já pensou comprar a peso?

Pois bem, alguns produtos podem ser comprados a peso em feiras e pequenos mercados. Se usa por exemplo cajus ou outros frutos secos com alguma regularidade, pode sair-lhe bastante mais em conta comprar a granel em vez de comprar um saco lacrado no supermercado.

Acredite que este tipo de produtos tem tendência a estar inflacionado nas grandes superfícies comerciais.

5 – Prefira os congelados aos enlatados

Embora comprar produtos frescos seja sempre a melhor opção, a verdade é que se tiver de escolher por exemplo entre uma lata de ervilhas ou um saco de ervilhas congeladas, a segunda opção é bastante melhor do que a primeira.

Quando estes produtos são entalados, por norma não preservam os nutrientes e são acompanhados de muitos conservantes. Por norma, quando são congelados isso não tende a acontecer.

6 – Evite sempre comprar refeições prontas

A não ser que por algum motivo não tenha tido tempo de confecionar o almoço ou o jantar deve evitar comprar refeições prontas. Isto acontece, pois, muitas vezes os preços são inflacionados e você poderia poupar imenso dinheiro se comprasse os ingredientes e fizesse você mesmo aquele prato em casa.

7 – Beba mais água

O corpo humano é maioritariamente constituído por água, por isso, é importante que beba pelo menos 1 a 1,5 litros de água todos os dias de forma a manter o correto funcionamento de vários órgãos vitais.

Além disso, muitas vezes a fome é confundida com a sede, por isso, antes de ir comer porque acha que está com fome, beba um pouco de água.

8 – Opte por ter sempre um prato colorido

Se tem dúvida se está a ter uma alimentação saudável, uma boa forma de avaliação a ser feita é verificar se as suas refeições são realmente coloridas.

Vegetais, verduras e frutas podem ser ingeridos nas suas mais diversas variedades e o ideal é que cada tipo desses alimentos seja consumido em uma refeição diferente.

Aposte em várias opções, e acredite que será muito mais simples ter uma boa alimentação sem gastar muito dinheiro. Além disso, se quer realmente ter uma alimentação saudável, invista seriamente em não comer gorduras, refrigerantes ou alimentos com muito açúcar.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.