<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Como poupar nos seguros obrigatórios do crédito habitação

Como poupar nos seguros obrigatórios do crédito habitação

A despesa com os seguros obrigatórios costuma ser muitas vezes negligenciada. Nomeadamente o seguro de vida costuma ser ignorado durante muitos anos.

Só quando começa a pesar no orçamento (quando somos mais velhos) é que tentamos cortar mais esta despesa. 

Assim sendo, hoje iremos explicar-lhe na prática como é que pode cortar no seguro de vida e poupar imenso dinheiro.

1 – Porque é que o seguro de vida é obrigatório?

Pois bem, saiba desde já que o mesmo é “pseudo” obrigatório. Na verdade, ninguém o obriga a contratar este seguro, mas os bancos não lhe concedem um empréstimo para comprar a sua casa se não o fizer.

Desta forma e por este motivo é que o seguro de vida é considerado um dos seguros obrigatórios no crédito habitação.

Contudo, saiba que não é obrigatório pagar tanto todos os meses e o mesmo não tem de ser contratado ao banco.

Na prática existem duas situações mais comuns quando assina o contrato de crédito habitação:

·        Obrigação de ter um seguro de vida (tal como dissemos não precisa de contratar o mesmo ao banco);

·        Atribuição de um desconto no spread no caso da contratação de diversos produtos (como é o caso do seguro de vida e multirriscos, um cartão de crédito, domiciliação de ordenado, pagamento por débito direto…)

Tenha em mente que em alguns contratos, ao renegociar os seguros obrigatórios do crédito habitação poderá haver uma subida do spread.

No entanto, é importante ter em consideração que a poupança com o seguro de vida pode ser várias vezes superior à penalização da subida do spread.

Isto acontece porque os bancos muitas vezes cobram relativamente a um seguro de vida mais do dobro do que cobra uma companhia de seguros autónoma. E quanto maior o valor do crédito e quanto mais velho for o cliente, maior a poupança.

Mas como poupar efetivamente nos seguros obrigatórios do crédito habitação? Pois bem, explicamos-lhe de seguida.

Poupe nos seguros obrigatórios em 3 passos:

Para começar a poupar o quanto antes nos seguros obrigatórios do crédito habitação, sugerimos três passos que poderá dar rapidamente:

·        Decidir quais as coberturas que precisa e analisar quais as coberturas obrigatórias. Aqui sugerimos que não se fique apenas nas coberturas obrigatórias pois é bem possível que não o protejam quase nada. Daí que a nossa sugestão passe por contactar algum especialista de confiança, que o consiga ajudar a perceber qual a melhor oferta para si;

·        Comparar diversas alternativas em termos de preço, coberturas, penalizações por transferência do seguro (quando ocorrerem);

·        Transfira o seu seguro, com ajuda de um mediador para tratar de toda a burocracia e protege-lo ao longo de todo o processo.

Como vê é relativamente simples poupar nos seguros obrigatórios do crédito habitação. No entanto, é essencial que recorra a entidades especializadas antes de dar este passo, pois apenas desta forma irá perceber qual o valor da poupança que poderá obter.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.