<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

Crédito Pessoal Formação: Para um financiamento de 8.000€, com a TAEG de 6,2% e TAN de 4,10% o prazo de reembolso é de 36 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 237,14€. MTIC: 8.748,24€ dos quais 8.000€ reembolsam o capital concedido e 748,24€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Crédito Consolidado: para um financiamento de 20.000€, com a TAEG de 13,1% e TAN de 11,10% o prazo de reembolso é de 84 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 348,20€. Montante total imputado ao consumidor: 29,776,80€ dos quais 20.000,00€ reembolsam o capital concedido e 9.776,80€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Taxa Máxima Anual Aplicável 15,6%. Prazo mínimo de reembolso 12 meses e máximo de 84 meses.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Como pode ganhar dinheiro extra

Infelizmente, o dinheiro não estica e por vezes não é suficiente para pagar todas as despesas, mas viver endividado não é uma opção. Para solucionar este problema é interessante começar a pensar em ganhar dinheiro extra.

Existem diversas alternativas para aumentar os rendimentos, especialmente com a evolução da internet. Basta utilizar a criatividade, ter um bom planeamento e em pouco tempo vai perceber os resultados.

Mas, para ajudar a dar o primeiro passo, elaboramos um artigo com dicas imperdíveis para quem quer aumentar o orçamento e ganhar mais dinheiro.

Ganhar dinheiro extra: 5 ideias para aumentar os rendimentos

O dinheiro extra pode ser definido como um tipo de rendimento adicional, conquistado através de uma atividade que se difere da principal. É uma estratégia que visa complementar o que entra na conta bancária a partir do ordenado.

Devido à pandemia do Covid, temos acompanhado uma certa instabilidade no mercado de trabalho e aumento nas taxas de desemprego. Por isso, muitos acabam por procurar fontes alternativas para ganhar dinheiro extra.

Portanto, seja para organizar as finanças, ter dinheiro extra para investir ou ter uma reserva, inspire-se nas 5 ideias que damos seguir!

1 –Trabalhos de freelancer

A primeira forma é justamente trabalhar com o que já faz, ou seja, algo dentro da sua profissão atual ou outro ramo onde já trabalhou.

Portanto, aproveite as habilidades em trabalhos adicionais. Por exemplo, se é professor, procure alunos para dar aulas particulares.

Ter novas alternativas ligadas aquilo que já tem formação ou afinidade é o primeiro passo para ganhar dinheiro extra de forma mais rápida!

2 – Alugar o espaço

Tem uma divisão em casa que não está a ser utilizada? Então, que tal transformar este espaço num quarto adicional e alugá-lo para quem está a visitar a cidade?

Atualmente é muito fácil e pode anunciar o aluguer deste espaço em sites como o Airbnb.

Mas antes, é importante ter o máximo de informações possíveis sobre o tema. Tente conversar com quem já aluga um espaço em casa para entender como funciona e fazer tudo com segurança.

3 – Vendas pela internet

Não precisa, necessariamente, de criar uma loja online. Pode começar por anunciar objetos que tem em casa e que não usa mais para vender na internet, em sites como o OLX ou grupos de compra no Facebook.

Pode inclusive comprar objetos que os seus amigos não usam mais, negociando um bom preço e revendê-los por um valor maior para conseguir uma margem de lucro.

O segredo está em ter boas fotos no anúncio e se certificar de que os objetos ainda estão em bom estado.

4 – Compartilhar conhecimento

Ensine o que sabe! Esta é uma dica simples, mas muito eficaz sobre como conseguir ganhar dinheiro extra. Compartilhe com outras pessoas aquilo que sabe fazer.

Se sabe tocar algum instrumento, tem jeito para cozinhar, ou domina algum tipo de conteúdo, saiba que todos estes conhecimentos valem dinheiro! Seja pessoalmente ou pela internet, tem muita gente disposta a pagar para aprender alguma coisa nova.

Faça um bom marketing pessoal e um plano de ensino eficiente para começar a ganhar mais dinheiro com as suas habilidades!

5 – Trabalho com dropshipping

O dropshipping consiste na venda de produtos através do stock de um fornecedor. Ou seja, cria uma loja virtual e faz parceria com um fornecedor para que não precise de stockar o produto e nem se preocupar com a entrega.

É uma maneira prática de conseguir lucro sem ter que gastar ou se preocupar com a logística, melhorando os rendimentos com a revenda dos produtos.

Independentemente da forma como vai ganhar dinheiro extra, saiba que no mercado há espaço para todos conseguirem aumentar o orçamento. Basta usar a criatividade e trabalhar com empenho e dedicação!

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.