<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

Crédito Pessoal Formação: Para um financiamento de 8.000€, com a TAEG de 6,2% e TAN de 4,10% o prazo de reembolso é de 36 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 237,14€. MTIC: 8.748,24€ dos quais 8.000€ reembolsam o capital concedido e 748,24€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Crédito Consolidado: para um financiamento de 20.000€, com a TAEG de 13,1% e TAN de 11,10% o prazo de reembolso é de 84 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 348,20€. Montante total imputado ao consumidor: 29,776,80€ dos quais 20.000,00€ reembolsam o capital concedido e 9.776,80€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Taxa Máxima Anual Aplicável 15,6%. Prazo mínimo de reembolso 12 meses e máximo de 84 meses.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Como funciona o renting de carros?

Sabe como funciona o renting de carros? Ao contrário do que muitos acreditam, esta não é uma solução direcionada somente para empresas, também pode beneficiar particulares.

Sabemos que ter um veículo próprio requer um bom planeamento financeiro. Uma vez que terá de arcar com as prestações do crédito automóvel, impostos, seguros e manutenções pontuais, o que compromete uma grande fatia do orçamento.

Por este motivo e muitos mais, esta opção é mais acessível. Quer saber quais? Então acompanhe o nosso artigo e saiba tudo sobre o assunto.

Renting de carros: Por que vale a pena considerar?

O Renting, também chamado de Aluguer Operacional de Viaturas (AOV) consiste num aluguer de automóveis com serviços associados, por um período e quilometragem pré-determinados contratualmente. Pode ser contratado por empresas ou particulares.

Apesar de os serviços incluídos poderem variar, por norma os contratos contêm:

  • Manutenção preventiva e corretiva;
  • Impostos;
  • Seguro;
  • Veículo de substituição;
  • Assistência em viagem;
  • Substituição de pneus.

Existem diversos benefícios para quem opta por esta opção, vamos destacar os principais.

a) Sem valor de entrada

Geralmente, quem recorre ao crédito automóvel precisa ter um valor de entrada para reduzir o montante do empréstimo. Porém, juntar esse dinheiro pode demorar um certo tempo.

No renting não é preciso dar nenhum valor de entrada, o que é uma vantagem especialmente para quem tem pressa em obter um veículo.

b) Mensalidade acessível

As prestações de um crédito automóvel costumam consumir boa parte do orçamento mensal de quem o contrata.

Fica a saber que a mensalidade desta solução, mesmo com os serviços incluídos, é menor do que o valor da prestação do empréstimo.

c) Investimento sem desvalorização

Comprar um carro é considerado como um dos piores investimentos que pode fazer, uma vez que, um ano depois de o ter adquirido, já desvalorizou 20%.

Ao recorrer a esta opção, o risco de desvalorização desaparece. Isto porque quando o contrato termina, o carro será devolvido à locadora e não terá de se preocupar com a venda do mesmo.

Conhecendo essas vantagens, apresentamos a seguir algumas das dúvidas mais comuns em relação a este serviço.

Dúvidas mais comuns sobre o renting

Entenda melhor como funciona esta solução para quem precisa de um veículo, e considere como uma alternativa à compra de carro.

1 - Terei a propriedade do veículo enquanto o contrato está vigente?

Não. Apesar de o cliente poder escolher o automóvel que quer conduzir, a propriedade do mesmo é da empresa, que através de uma renda mensal o coloca à disposição para sua total utilização (particular ou profissional).

2 - Quais são os prazos do contrato?

Os prazos mínimos e máximos são definidos por norma específica e consistem em 12 e 72 meses respetivamente. No entanto, algumas empresas têm soluções mais curtas.

3 - O que é preciso para celebrar um contrato?

As exigências podem variar, entretanto, geralmente basta atestar uma situação financeira favorável e estável. Ou seja, sem dívidas às finanças e à segurança social, penhoras ou outro tipo de dívida.

4 ­- Se existirem danos no veículo na devolução, o que acontece?

Todos os danos que não resultem de um desgaste natural provocado pelo uso consciente da viatura são cobrados ao cliente no final do contrato.

Por tudo isto, este serviço é uma solução interessante e até mesmo mais acessível para a aquisição de um veículo. Pondere acerca das vantagens do renting e considere esta alternativa para si.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.