<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

​Crédito Pessoal Formação com TAEG a partir de 5,5% para TAN de 3,90%, consoante o prazo escolhido, Taxa Fixa, Prazo entre 24 a 120 meses. Montante a financiar entre 2.500€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista). Prazo mínimo de 12 meses e máximo de 120 meses. TAEG a partir de 5,5% até ao máximo de 14.6%.

Crédito Consolidado sem garantia hipotecária com TAEG a partir de 11,70%, TAN a partir de 9,50%, Taxa Fixa, Prazo entre 12 a 120 meses. Montante a financiar entre 5.000€ a 75.000€. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras legalmente a operar em Portugal. Prazo mínimo de reembolso de 24 Meses e Máximo de 120 meses. TAEG a partir de 2,445% até ao máximo de 14,2%.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Como escolher um depósito a prazo

Muitos consumidores querem escolher um depósito a prazo, contudo, não fazem a mínima ideia de como é que se processa a escolha do mesmo.

Hoje iremos explicar-lhe tudo o que necessita saber sobre este tema de forma a estar informado antes de realizar a sua escolha.

O que é um depósito a prazo e como é que funciona?

Os depósitos a prazo são um produto financeiro de investimento que estão disponíveis com diferentes prazos, montantes e taxas.

Os montantes de subscrição e o prazo variam de acordo com a rentabilidade que o investidor quer obter, contudo, em muitos casos é necessário subscrever alguns produtos bancários.

É importante ter em conta que durante o prazo de subscrição o banco pode dispor do capital depositado, tendo em conta as condições que foram previamente acordadas.

Antigamente um depósito a prazo era bastante promissor pois representava um compromisso entre o banco e o cliente. Contudo, nos dias de hoje, esta pode não ser propriamente a opção mais certa para quem quer obter uma boa rentabilidade.

Contudo, existe uma maior facilidade em constituir este tipo de depósito, já que os mesmos já podem ser subscritos a partir de casa e com uma simples ligação à internet.

Quais são as vantagens de constituir um depósito a prazo?

Antes de optar por uma conta de deposito a prazo é importante saber quais são as vantagens da constituição deste tipo de depósito. Assim sendo, do nosso ponto de vista, os mesmos são:

·        Remuneração é garantida

·        Não obriga a despesas adicionais, na maior parte dos casos

·        Risco reduzido

·        Rendimento é conhecido à partida e fixado no prazo escolhido

·        Oferta variada

·        Juros mais vantajosos que numa conta poupança

No entanto, tenha em mente que quando for escolher o banco para investir, deve ter atenção a 3 pontos essenciais: Risco, Liquidez e Rentabilidade.

1 – Risco

A situação de risco está apenas relacionada diretamente com a instituição bancária onde pretende investir.

Felizmente, a única situação em que pode ocorrer a falta de pagamento dos juros é a falência financeira dos bancos (que muito provavelmente não irá ocorrer já que os bancos têm tido um apoio enorme do Estado Português).

2 – Liquidez

A liquidez está intrinsecamente relacionada com o prazo subscrito. Tenha em conta que o dinheiro pode ser mobilizado antes do prazo de subscrição terminar, contudo, neste caso pode ser penalizado com a perda dos juros.

Neste caso é importante ter em conta os prazos de subscrição existentes nos diferentes bancos de modo a não ter de resgatar o dinheiro antes do prazo terminar.

3 – Rentabilidade

Para escolher o melhor depósito a prazo e que tenha uma boa rentabilidade (ou seja, melhores ganhos), deve ter em conta a TANB (Taxa Anual Nominal Bruta) que não tem em conta a capitalização e as questões fiscais.

Além da TANB, deve também analisar a TAEG (Taxa Anual Efetiva Global) que tem em conta a capitalização e a questão fiscal.

Os depósitos a prazo são atualizados periodicamente e contemplam os seguintes bancos: Abanca, ActivoBank, Banco BAI, Banco CTT, Banco Invest, Banco Português de Gestão, Banco Privado Atlântico, Bank of China, Bankinter, BBVA, BEST, BIG, BNI Europa, BPI, CGD, Crédito Agrícola, Deutsche Bank, EuroBIC, Finantia, GoBulling, Millennium, Montepio, Novo Banco e Santander.

Será que vale a pena a subscrição de um depósito a prazo?

A verdade é que os depósitos a prazo são produtos muito populares em Portugal. No entanto, cada vez oferecem remunerações mais baixas tendo-se tornado produtos muito fracos para a generalidade dos investidores que querem efetivamente obter rentabilidade com os mesmos.

Na prática, os aforradores estão a ser empurrados para assumir mais risco se quiserem ter retornos maiores. Se quer rentabilizar o seu dinheiro sugerimos a possibilidade de amortizar antecipadamente as suas dívidas ou de procurar alternativas de investimento.

Contudo, se apenas procura um depósito para garantir que o seu dinheiro pode ter alguma rentabilidade (por mais baixa que seja) esta é sem dúvida uma opção segura.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.