<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

Crédito Pessoal Formação: Para um financiamento de 8.000€, com a TAEG de 6,2% e TAN de 4,10% o prazo de reembolso é de 36 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 237,14€. MTIC: 8.748,24€ dos quais 8.000€ reembolsam o capital concedido e 748,24€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Crédito Consolidado: para um financiamento de 20.000€, com a TAEG de 13,1% e TAN de 11,10% o prazo de reembolso é de 84 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 348,20€. Montante total imputado ao consumidor: 29,776,80€ dos quais 20.000,00€ reembolsam o capital concedido e 9.776,80€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Boas práticas para teletrabalho que deve seguir

Estamos viver um cenário em que o teletrabalho tem se tornado a modalidade mais utilizada por diversas empresas.

Para muitos essa já era uma realidade. Mas, para a grande maioria das pessoas foi necessária uma adaptação ao trabalho remoto, garantindo o mesmo nível de eficiência e produtividade do trabalho presencial.

Se é uma dessas pessoas que ainda está a ter dificuldades para lidar com essa nova forma de trabalho não perca as nossas dicas de boas práticas no teletrabalho que vão facilitar a sua nova rotina.

Teletrabalho – Dicas de como manter a produtividade mesmo trabalhando de casa

De fato, o teletrabalho tem trazido muitos benefícios para muitas pessoas, uma vez que permite maior flexibilidade de tempo, e facilita a conciliação entre a vida pessoal e a rotina de trabalho.

Porém, ao mesmo tempo, essas vantagens podem ter o efeito contrário se o trabalhador não souber se organizar de forma adequada e gerir o seu dia a dia.

Através de boas práticas, é possível garantir um bom nível de produtividade, mesmo trabalhando à distância. Saiba como.

1 - Crie um espaço de trabalho

Assim como no escritório, em casa também é preciso criar um espaço de trabalho, onde poderá se concentrar e se dedicar às suas tarefas sem ser interrompido.

Um dia trabalhar na mesa da cozinha, outro no sofá da sala, não é uma boa ideia. Mesmo que não tenha um espaço livre para montar seu próprio escritório, organize um cantinho no quarto mesmo.

Converse com a sua família que durante o horário de trabalho aquele espaço estará mais restrito, e certamente com a colaboração de todos conseguirá manter o seu nível de produtividade.

2 – Vista-se como se fosse para o escritório 

A informalidade do teletrabalho pode parecer ideal para alguns, mas também pode atrapalhar outros.

Apesar de parecer ótimo trabalhar de pijama ou com uma roupa mais informal, isso pode afetar a sua concentração e eficiência na realização de tarefas.

Para que o seu cérebro entenda que está na hora de se dedicar às atividades profissionais, é recomendado que se arrume como se fosse para o escritório. Pode parecer estranho, mas acredite, isso fará toda a diferença.

3 - Utilize a tecnologia a seu favor

A rotina de trabalho também envolve a comunicação com os demais colegas, o que pode se mostrar um desafio em relação ao teletrabalho.

Para facilitar este aspecto, através das novas tecnologias é possível comunicar com os seus colegas e ter reuniões produtivas, utilizando o Skype, por exemplo.

Também encontra uma série de soluções online gratuitas para garantir e melhorar a colaboração com os seus colegas como o Asana, ou organizar o seu trabalho de forma muito mais produtiva através das ferramentas do Google.

4 - Administre bem o seu tempo

É natural que nosso nível de concentração decline após certo tempo de trabalho. Administrar bem o seu tempo é a melhor forma de tirar o máximo de proveito da sua produtividade, utilizando a flexibilidade que o teletrabalho proporciona.

Para isso, o ideal é dividir as suas tarefas em blocos de tempo específicos para cada tipo, fazendo pausas entre elas.

Dessa forma conseguirá manter o foco, já que precisamos de fazer pausas para nos sentirmos bem e trabalharmos melhor.

5 - Mantenha a proximidade com colegas e superiores

Apesar do distanciamento físico, deve manter a comunicação e proximidade com colegas e superiores.

Mais uma vez a tecnologia pode ajudar nessa questão, uma vez que através de chats entre a equipa poderá partilhar documentos, criar interações dinâmicas ou fazer uma videochamada.

Manter essa comunicação garante estão totalmente alinhados, deixando mais claras as circunstâncias em casa, do trabalho que tem em mãos, as suas necessidades e expectativas.

O teletrabalho chegou para ficar, pelo menos por um tempo, portanto é preciso aceitar e se adequar da melhor forma a essa nova realidade. Siga as nossas dicas e mantenha-se produtivo e focado na rotina profissional.

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.