<[HEADING] class="logo-text">O crédito direito ao assunto
MENU
Ver Mais

Crédito Pessoal Formação: Para um financiamento de 8.000€, com a TAEG de 6,2% e TAN de 4,10% o prazo de reembolso é de 36 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 237,14€. MTIC: 8.748,24€ dos quais 8.000€ reembolsam o capital concedido e 748,24€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Crédito Consolidado: para um financiamento de 20.000€, com a TAEG de 13,1% e TAN de 11,10% o prazo de reembolso é de 84 meses ao que corresponde uma mensalidade fixa de 348,20€. Montante total imputado ao consumidor: 29,776,80€ dos quais 20.000,00€ reembolsam o capital concedido e 9.776,80€ respeitam ao custo total do crédito. Crédito sujeito a aprovação de Instituições Bancárias e Financeiras a operar legalmente em Portugal (ver lista).

Taxa Máxima Anual Aplicável 15,6%. Prazo mínimo de reembolso 12 meses e máximo de 84 meses.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

5 razões pelas quais o crédito consolidado pode ser uma solução

O crédito consolidado consiste numa solução bastante atrativa para quem deseja reduzir as despesas relacionadas com créditos.

Através da unificação dos contratos pode pagar uma única prestação e obter um alívio significativo no orçamento.

Já considerou esta alternativa para reorganizar as finanças? Descubra porque vale a pena!

Crédito consolidado: 5 motivos pelos quais deve considerar esta solução e aliviar o orçamento

A consolidação de créditos consiste numa operação financeira que visa unificar as prestações de diversos empréstimos numa só dívida.

Como resultado, o consumidor terá uma única prestação, de menor valor e consequentemente com menor peso no orçamento. 

A solução permite reduzir as prestações financeiras em até 60% e 70% graças ao aumento do prazo do empréstimo e também à taxa de juros mais baixa.

Essa estratégia pode ser a melhor solução quando se perde o controlo das finanças por ter diversas prestações pendentes.

É uma maneira de organizar novamente o orçamento e ficar com as contas em dia.

Se ainda não está convencido sobre as vantagens do crédito consolidado, conheça de seguida outros benefícios.

1 – Permite retomar o controlo das finanças

Com o crédito consolidado o consumidor passa a ter que lidar somente com uma prestação, uma taxa de juros e uma instituição bancária para negociar.

Tudo isso certamente vai facilitar a vida de quem possui diversas prestações. Além disso, permite reorganizar a vida financeira para desafogar o orçamento.

Recorrer à consolidação é a melhor maneira de evitar o sobre-endividamento e as graves consequências que podem resultar desta situação.

2 – Poupar dinheiro

Quem optar por consolidar as prestações de crédito pode ter uma redução de até 60% no valor das mensalidades.

Para aqueles que estão a viver no limite do orçamento, a solução é ideal para proporcionar um alívio nas finanças.

Assim, esta ferramenta torna-se mais uma aliada na organização da vida financeira, possibilitando uma poupança considerável.

3 – Mais flexibilidade para o pagamento

O crédito consolidado é uma operação de reestruturação da dívida. Isso significa que aspetos do contrato original são flexibilizados para facilitar o pagamento.

É o que ocorre, por exemplo, com os prazos que são dilatados para possibilitar a redução das prestações.

Isso permite ter mais tempo para pagar os créditos que antes tinham prazos mais apertados, além de poder contar com taxas de juros menores.

4 – Possibilidade de contratar outro financiamento

A unificação das prestações vai reduzir a taxa de esforço, permitindo ao consumidor a contratação de outro financiamento, caso tenha necessidade.

Porém, é importante ter cautela para não complicar ainda mais o orçamento mensal e acabar com várias prestações novamente.

5 – Outras considerações

Apesar de todos os benefícios, nunca é demais ressaltar alguns cuidados em qualquer operação financeira.

É importante fazer uma análise para identificar quais foram os principais erros que o levaram a recorrer a tantos empréstimos e contrair diversas dívidas.

Isso porque se os mesmos erros persistirem, até mesmo uma negociação de consolidação vantajosa pode ser perdida.

Ao conseguir reduzir consideravelmente a prestação, automaticamente estará a aumentar o rendimento que tem disponível para consumo.

Mas, não caia na tentação de gastar descontroladamente esse dinheiro.

A melhor recomendação é utilizar este valor adicional para garantir a segurança financeira da sua família.

Considere investir em algum tipo de aplicação financeira ou fazer uma poupança para emergências.

Retome o controlo da sua vida financeira com o crédito consolidado e evite acumular mais dívidas!

Perguntas Frequentes

Todas as respostas às suas dúvidas sobre o crédito Credistar.

Sejá nosso parceiro

Aumente as suas vendas. Torne-se um parceiro Credistar.

Contactos Credistar

Contacte a equipa Credistar para esclarecimento de qualquer questão.

Testemunho
CLAUDIA SANTANA

O total dos meus créditos rondavam os 24.000€ e estava a pagar 865€ por mês. Após juntar todos os meus créditos, sem fiadores, passei a ter uma só mensalidade de apenas 315€/Mês.

Redução de 64% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 11,712%.

Testemunho
SOFIA E NUNO CAMPOS

Devíamos 19.000€ e tínhamos de pagar 677€/Mês. Depois da consolidação de créditos, sem incluir o crédito da casa, ficámos com uma mensalidade de 249€. Poupamos mais de 400€/Mês.

Redução de 63% nas prestações. TAN 9,500% e TAEG 12,024%.

Testemunho
MANUEL HENRIQUES

Queria fazer outro crédito de 5.000€ mas com a casa devia 130.000€ e pagava 2.097€/Mês. Segui a sugestão e fiz um crédito consolidado. Reduzi as prestações para 745€/Mês e já com os 5.000€ na conta.

Redução de 64% nas prestações. TAN 2,455% e TAER: 3,231%.

Testemunho
JOÃO SILVA

Fiz um pedido de 4.500€. Foram apresentadas várias propostas. Optei pagar o meu crédito em 72 vezes por 78,72€/Mês. Com esta prestação baixa vou juntar dinheiro para pagar antes, sem custos adicionais.

TAEG: 5,5% TAN: 4,70% MTIC: 5.268,78€.

Contraste
Fontes legíveis
Este site usa cookies, poderá consultar toda a informação na nossa página de Política de Privacidade. Reconheço e aceito que ao continuar a utilizar este site, dou o meu consentimento à utilização dos cookies deste site. Para mais informações sobre os cookies que utilizamos, como os gerimos e/ou apagamos, por favor consulte a nossa Política de Privacidade.